Scripts para converter XLS para XML

Muitos usuários armazenam dados no popular programa de planilhas do Microsoft Excel. O Excel salva esses dados no formato XLS. Às vezes, os desenvolvedores da Web recuperam esses dados e os convertem para o formato XML (eXtension Markup Language). Os aplicativos da Web podem analisar dados XML e reproduzi-los nas telas dos usuários da web. Isso permite que os usuários da Web visualizem os dados sem precisar fazer o download de uma planilha do Excel. Existem vários scripts e métodos que podem ser usados ​​para converter dados do Excel para o formato XML.

Passo 1

Abra o arquivo XLS no Excel e salve-o no formato XML. Nas versões 2003 e posteriores do Excel, isso é obtido selecionando o menu “Arquivo” e o submenu “Salvar como”. O formato XML deve ser selecionado no menu suspenso “Salvar como” localizado logo abaixo da caixa do nome do arquivo. Ao nomear o arquivo, ele termina com a extensão. XML

Etapa 2

Faça o download da API do Java Excel. As versões anteriores do Excel não permitem ao usuário salvar seu arquivo no formato XML. Nesse caso, você pode usar um script para converter o arquivo. Os desenvolvedores de Java usam a API Java Excel para ler planilhas do Excel e converter ambos em valores separados por vírgula (CSV) ou XML. O script é de código aberto e pode ser usado gratuitamente (embora o desenvolvedor solicite doações). Abra o XLS com a API e salve-o no formato XML.

Etapa 3

Use o script XML :: Excel Perl. Esse script Perl abre o arquivo do Excel e o processa na estrutura de dados Perl. A estrutura de dados Perl pode ser gravada posteriormente no formato XML. O script não tem custo para ser usado.

Etapa 4

Abra o arquivo XLS com o programa OpenOffice. O OpenOffice também é um programa de código aberto que pode ser usado gratuitamente. As bibliotecas OpenOffices C ++ permitem abrir o arquivo XLS, analisá-lo e salvá-lo no formato XML. Essa é uma opção fantástica para pessoas que não podem comprar o Excel e não usam as linguagens de script Java ou Perl.

Referências

 

Você pode estar interessado:

Deixe um comentário