Quanto tempo leva para uma conta inativa do Facebook ser desativada?

O Facebook não exclui contas devido à inatividade. Isso é uma farsa e, em alguns casos, essa falta de informação é usada para tentar fazer com que os usuários forneçam suas informações pessoais. Essa prática é conhecida como “fraude eletrônica” e é uma farsa. O Facebook excluirá apenas contas que violem seus termos de uso. Há também uma opção especial chamada “comemorar” para contas falecidas.

Usuários inativos

O Facebook relata mais de 750 milhões de usuários ativos, com metade desse número entrando em um determinado dia. O Facebook não informa oficialmente contas inativas, portanto, o número exato é desconhecido. Periodicamente, eles enviam e-mails para usuários inativos para lembrá-los de se conectarem e verificarem suas notificações.

Desativação

O Facebook não desativa contas inativas. Isso provavelmente ocorre porque eles esperam que os usuários retornem ao site com o tempo e até atividades raras são melhores que nada. Se alguém lhe disser que sua conta será excluída se você não fizer login, você será mal informado.

Fraude eletrônica

A fraude eletrônica é uma tentativa de obter suas informações pessoais, como nome completo, número do Seguro Social, informações bancárias ou senhas. Isso ocorre mais comumente por e-mails, que afirmam ser oficiais, mas na realidade são spam. Se você receber um e-mail que afirma ser do Facebook, dizendo que você deve se registrar para impedir que sua conta seja desativada, não clique em nenhum link ou insira informações pessoais. Relate para o Facebook ou seu provedor de email.

Páginas comemorativas

O Facebook possui um serviço especial para as páginas de pessoas que morreram. Isso torna a conta privada, para que apenas os amigos atuais possam visualizar o conteúdo e a pessoa falecida não possa ser pesquisada. Também impede que alguém entre usando as informações da conta. O conteúdo atual permanece lá para ser visto por amigos e familiares e as pessoas podem postar lembranças e pensamentos de amor na parede.

Referências

 

Você pode estar interessado:

Deixe um comentário