O que é uma CPU?

Uma unidade central de processamento (CPU) é o núcleo da funcionalidade de um computador. A CPU é a parte principal de um computador que processa os cálculos matemáticos necessários para o funcionamento da máquina. As CPUs são freqüentemente chamadas de “cérebros” dos computadores, pois não poderiam funcionar sem eles.

História

O primeiro CPU foi o ENIAC e foi desenvolvido na década de 1940. Foi concluído e apresentado ao público em geral na Universidade da Pensilvânia em 14 de fevereiro de 1946. O ENIAC foi usado por mais de nove anos e foi o ponto de partida para o desenvolvimento de mais unidades de processamento central. A primeira dessas unidades lançadas foi produzida de forma personalizada. O próximo computador importante que foi desenvolvido foi o EDVAC, usado para realizar cálculos. Este equipamento foi um progresso comparado ao ENIAC, que era um computador com programas estabelecidos, pois possuía memória de armazenamento. O EDVAC foi o primeiro computador com capacidade de armazenar programas.

A produtividade e o progresso melhoraram quando as unidades de processamento central foram projetadas para produção em massa, resultando em um design mais padronizado para vários tipos de uso, em vez do antigo design personalizado. Esse componente melhorou ainda mais com o surgimento de circuitos integrados, ou CIs, que permitiram o desenvolvimento de unidades centrais de processamento mais complexas.

Essas unidades diminuíram de tamanho em relação à sua forma original no ENIAC. As CPUs mais antigas ocupavam uma sala inteira, enquanto atualmente elas podem caber no bolso. A evolução da CPU, tanto em tamanho quanto em função, permitiu sua incorporação em dispositivos eletrônicos para uso diário, pois fornecem as mesmas funções de um computador enquanto você viaja. De laptops a telefones celulares e carros, as CPUs aproximam a tecnologia de computadores da vida cotidiana.

Função

As CPUs são projetadas para executar as instruções de um programa. Os programas são armazenados como sequências numéricas na memória do computador. Quando um programa é acessado, a CPU processa suas instruções.

As CPUs executam instruções de programação no mesmo formato original do computador com programas armazenados desenvolvidos por John Von Newmann. As instruções são executadas em quatro etapas: pesquisa, decodificação, execução e reescrita. As CPUs procuram as instruções do programa e as decodificam. À medida que a CPU decodifica as instruções, ela ordena e prioriza as informações do programa para preparar a execução.

A execução é onde a CPU completa as instruções do programa. Depois que a execução de um programa é concluída, a CPU reescreve os resultados da execução para que sejam armazenados em seu registro interno ou na memória do computador. Quando o programa é acessado novamente, a CPU pode acessar as informações de resposta do programa.

Tipos

Existem muitas CPUs disponíveis, no entanto, as duas marcas mais populares e confiáveis ​​são Intel e AMD. As CPUs intel são as mais compatíveis do mercado, uma vez que a maioria dos programas de software é projetada para funcionar com eles. Como líder de mercado em unidades de processamento central, a Intel produz as unidades Pentium, Centrino, Centrino 2 e Core 2.

A AMD ocupa o segundo lugar na produção de CPU no mercado. São unidades muito confiáveis ​​e tão rápidas, ou até mais, que as CPUs Intel. Quando se trata do mercado de aplicativos gráficos, é a AMD quem está em primeiro lugar. Esta empresa produz as unidades Phenom, Sempron, Athlon e Turion.

Importância

Desde a primeira CPU até as atuais, elas foram projetadas para simplificar tarefas árduas e repetitivas e acelerar os processos de cálculo para aumentar a produtividade. A princípio, eles só realizavam cálculos computadorizados, o que era um grande avanço se levássemos em conta a quantidade de erros que os humanos costumavam fazer nesses tipos de cálculos.

As CPUs executam um grande número de funções que vão além dos cálculos matemáticos. A funcionalidade da CPU foi aprimorada para níveis mais complexos e avançados, e o software projetado para operar nas CPUs está disponível em todos os campos, profissões e interesses.

As CPUs melhoram continuamente para oferecer maior funcionalidade e capacidade de design. Seu desempenho está aumentando e exige progressivamente menos energia para funcionar; Além disso, seus preços se tornaram mais acessíveis. Além disso, a conectividade e a especialização foram aumentadas para melhorar o desempenho da CPU nos sistemas de produção das empresas. Os designers estudam constantemente novas maneiras de criar projetos menores e mais eficientes para esse componente.

Considerações

As CPUs, ou unidades centrais de processamento, impactaram fortemente a maneira como as informações, operações e serviços são usados ​​hoje. As CPUs oferecem a capacidade de pensar em um nível superior, pois realizam tarefas básicas e complexas. Em vez de gastar muito tempo executando tarefas simples e repetitivas, as CPUs oferecem a capacidade de concluir várias funções em um tempo muito curto. Graças a esse componente, muitos foram capazes de aprender, educar, conduzir negócios e pesquisas usando computadores. Como núcleo do computador, as CPUs facilitaram o uso de computadores em todo o mundo.

 

Você pode estar interessado:

Deixe um comentário