Como encontrar o raio de um polígono regular com um apótema

Encontrar o raio com o apótema de um polígono regular é a maneira mais fácil de encontrar o raio, pois o apótema e o raio têm o mesmo comprimento. Um polígono regular é uma forma bidimensional com o mesmo comprimento nas laterais. Um apótema é a distância do centro de um polígono regular até o meio de um de seus lados; O apótema também é o raio de um círculo inscrito nesse polígono. A localização do raio e do apótema depende das propriedades geométricas do polígono.

Passo 1

Divida pi, que é uma constante matemática que começa em 3,14 e nunca termina, pelo número de lados do polígono regular. Neste exemplo, o polígono regular é um pentágono, que possui cinco lados. A divisão do pi por 5 é 0,628318531.

Etapa 2

Calcule a tangente da quantia calculada na etapa anterior e dobre essa quantia. Para este exemplo, a tangente de 0,628318531 é 0,726542528 e multiplicada por 2 0,726542528 é 1,45308506. Observe que, se a função tangente for usada na calculadora, você deverá ter a calculadora no modo radiano.

Etapa 3

Divida o comprimento de um lado do polígono regular pela quantidade calculada na etapa anterior para calcular o comprimento de seu apótema e o raio. Para este exemplo, o comprimento de um lado é 10. 10 dividido por 1,45308506 é 6,88190958. O comprimento do apótema e também o raio é 6.88190958.

Referências

 

Você pode estar interessado:

Deixe um comentário