Como criar um diagrama de contexto para o seu sistema cliente

Quando empresas, hospitais e outras organizações levam um tempo para entender como as informações são compartilhadas e recebidas em sua infraestrutura, você pode identificar maneiras de rastrear o fluxo de dados através da modelagem de processos. Criar um diagrama de contexto é um tipo de método de modelagem de processos e é uma representação visual de entradas e saídas de dados em um sistema. As empresas analisam os diagramas de contexto para descobrir quais circunstâncias ou contexto afetam o fluxo de dados. Para criar um diagrama de contexto para um cliente, você deve primeiro aprender sobre todas as entradas e saídas da empresa.

Passo 1

Identifique o sistema primário ou primário usado pela organização do seu cliente para armazenar os dados. O sistema pode ser um banco de dados em que as informações eletrônicas sejam armazenadas e compartilhadas ou um portal da Intranet que execute a mesma função.

Etapa 2

Faça uma lista dos usuários do seu sistema. Comece criando categorias de usuários, como Funcionários, Voluntários, Estagiários, Clientes, Médicos ou o que for de sua organização. Essas categorias serão as entidades em torno do seu sistema. Sob cada categoria, escreva um resumo de como os usuários usam o sistema. Por exemplo, pergunte a um cliente que tipo de dados os usuários extraem do sistema e que tipo de dados eles desejam inserir nele.

Etapa 3

Desenhe as informações que você possui no momento no diagrama. Esboce o diagrama em um quadro, como um quadro-negro ou um pedaço de papel. Se você estiver usando um laptop, crie o diagrama de contexto em uma planilha ou em um programa de software de processamento de texto.

Etapa 4

Desenhe uma bolha no centro do diagrama. Rotule a parte interna com o nome do sistema principal do cliente. Escreva cada entidade ambiental em sua própria bolha ao redor da central. Por exemplo, funcionários e voluntários estariam em sua própria bolha. Distribua as entidades ao redor da bolha central de maneira uniforme, se possível, para fins organizacionais. Deixe espaço entre as bolhas da entidade e a central.

Etapa 5

Escreva a transação que ocorre entre cada entidade e o sistema principal. Use as mesmas informações que você recuperou na etapa 2. Por exemplo, se os Voluntários usarem o sistema para inserir dados financeiros, insira Dados de Entrada Financeira ao lado do balão da entidade Voluntário.

Etapa 6

Use as setas para simbolizar como os dados viajam de e para o sistema central entre cada entidade. Para cada processo, como Dados de entrada financeira, desenhe uma seta apontando para ou do sistema central. Se a entidade for responsável por inserir dados no sistema, desenhe a seta apontando para o sistema. Se a entidade obtiver dados do sistema, a seta apontará para o balão da entidade.

Etapa 7

Revise o diagrama de contexto concluído com o cliente. Fale se você capturou com precisão o modelo com as informações que eles forneceram.

 

Você pode estar interessado:

Deixe um comentário