Como calcular correntes em transistores

Para que os transistores funcionem corretamente, a tensão de polarização apropriada deve ser aplicada nos pontos corretos. Essa tensão, necessária para iniciar um transistor, varia de acordo com o tipo de transistor e os materiais de construção utilizados. A função do transistor, seja um comutador ou um amplificador, também determinará a quantidade de voltagens necessárias para obter os resultados esperados. As configurações do transistor também desempenham um papel na determinação da quantidade e direção da tensão necessária para o funcionamento normal do transistor.

Mudança atual

Passo 1

Determine a corrente de carga máxima (Lc) do dispositivo. Isso determinará se o transistor estará completamente ligado, no estado de saturação e completamente desligado, no estado de corte.

Etapa 2

Determine o HFE do transistor. HFE é a razão de corrente através do coletor (lc) para a corrente através da base (lb), que geralmente está na faixa de 50 a 100.

Etapa 3

Calcule a corrente base mínima necessária para saturar o transistor, dividindo a corrente de carga entre o HFE do transistor, desta maneira:

Lc / HFE

Etapa 4

Calcule a corrente do emissor. Isso é feito tomando a tensão de alimentação negativa (Vee), que polariza a junção do emissor através do resistor (Re), e a tensão de alimentação positiva (Vcc) que inverte a polarização da junção do coletor e realiza o seguinte cálculo :

Vbe = Vb – Ve Ie = (Vee – Vbe) / Re

Correntes do amplificador

Passo 1

Calcule a tensão base (Ib). Essa tensão é necessária para polarizar o transistor para iniciar a condução. Para calcular a tensão de base, você precisará da tensão de polarização de base (Vb), da queda de tensão do emissor de base (Vbe, geralmente 0,7 volts para dispositivos de silício) e da resistência de entrada da base ( Rb) e organize a fórmula da seguinte maneira:

Ib = Vb – Vbe / Rb

Etapa 2

Calcule a corrente do coletor (Ic, a corrente que entra no transistor). É uma corrente que flui através da resistência de carga (RL) e corresponde à tensão de alimentação (Vcc) e sua relação pode ser dada como:

Ic = Vcc – Vce / RL

Etapa 3

Construa uma linha de carga para determinar o ponto Q (o ponto operacional apropriado) para o circuito. Isso pode ser calculado determinando a “linha de corte” e o “ponto de saturação” do transistor usando o seguinte cálculo:

Quando Vce = 0, Ic = Vcc – 0 / RL, Ic = Vcc / RL

Quando Ic = 0, 0 = Vcc – Vce / RL, Vcc = Vce

Etapa 4

Desenhe uma curva de Ic vs. Gire e desenhe uma linha de carga que conecta os pontos, onde:

Vce = 0, Ic = Vcc / RL Ic = 0, Vce = Vcc

O ponto central se torna o ponto Q, no qual o circuito opera com a máxima eficiência.

Referências

 

Você pode estar interessado:

Deixe um comentário